MarketingProdução de conteúdo

5 dicas úteis para produzir conteúdo estratégico

0
Descubra como produzir conteúdo estratégico usando 5 dicas simples

Muito se fala sobre a produção de conteúdo como solução para atingir maior relevância e autoridade na Internet. Infelizmente, o que poucos se preocupam em propagar é que de nada adianta produzir “mais do mesmo”, isso pode ser até pior que não produzir nada… Estranho, não é? Eu explico.

Quando você produz conteúdo apenas para se manter postando, corre o risco de não utilizar o tom de comunicação mais adequado, transmitir pouca clareza, desconsiderar os motores de busca, utilizar palavras chaves que disputam com grandes portais de maior relevância e autoridade, entre outros incontáveis “errinhos” que podem levar por água abaixo suas chances de bons resultados por meio do marketing de conteúdo.

Produzir conteúdo com essas “falhas”, podem trazer resultados contrários, como atrair audiência não qualificada, comprometer sua autoridade, não reter público, ser visto como irrelevante pelos motores de pesquisa e outros…

Percebe como existem casos em que o melhor a se fazer é respirar fundo antes de dar o primeiro passo?

Minha maior recomendação é que ao invés de produzir conteúdo “em massa” você adote a produção de conteúdo estratégico, que por definição, é aquele criado sob uma estratégia clara, um verdadeiro passo a passo de atração, retenção e conversão.

1. Foque no perfil do seu público alvo

Nesse ponto, é importante não confundir com persona. Seu público alvo é aquele grupo que tem um problema que pode ser resolvido por meio da solução que você oferece. Produza conteúdo como se tivesse falando diretamente para esse grupo, porém, mantenha o “você” ao invés de “vocês”.

Focar no singular gera conexão individual mesmo que aquele conteúdo tenha sido desenvolvido para atingir a um público maior, usar palavras como “eu” e “você”, pode ajudar muito nessa etapa.

2. Crie conteúdo claro, relevante e de valor

Crie conteúdo que sejam realmente úteis, em geral, fale com clareza sobre a solução que você oferece, como ela pode ajudar a resolver um problema e como ela faz isso, dicas, curiosidades, dúvidas comuns, enfim, crie sobre aquilo que seja relevante ao seu público e não tenha medo de compartilhar conhecimento sobre o seu nicho de mercado e sobre seu produto ou serviço, isso mostra o quanto você domina aquilo que vende e reafirma sua autoridade no setor.

3. Esteja onde ele está e fale como ele fala

Pode parecer óbvio, mas um erro muito comum é distribuir conteúdo em redes sociais, blogs e outros canais onde seu público não se concentra. Faça uma pesquisa cuidadosa e identifique quais canais de distribuição de conteúdo concentram maior parcela de pessoas que correspondam ao perfil do seu público alvo.

Atente também para o tom de comunicação. Não adianta focar no perfil de público, criar conteúdo rico e distribuir nos canais certos, se a linguagem aplicada não conecta com o alvo.

Fale a língua do seu público, observe se ele adota um vocabulário formal ou se prefere se comunicar de outro modo e desenvolva seu conteúdo refletindo a forma como ele se expressa, isso aumenta a conexão e por si só faz uma triagem de qualificação de público.

4. Use SEO (otimização para motores de busca)

Faça uso de boas práticas de SEO. Um bom posicionamento no Google pode fazer disparar o tráfego orgânico e como você otimizou o conteúdo para gerar conexão com um perfil específico, grande parte dessa audiência é qualificada.

5. Seja constante e respeite o processo

Por ultimo mas não menos importante, mantenha a constância na produção de conteúdo, isso ajuda seu rankeamento nos motores de pesquisa, aumenta sua relevância e fortalece sua autoridade.

Respeite o processo! Relevância, primeira página do Google, autoridade no setor e aumento nas vendas, não são conquistados da noite para o dia. Continue a produzir conteúdo de modo estratégico que os resultados surgem naturalmente por meio da atração sutil e retenção de público para posterior conversão.

BÔNUS: Não venda!

Contraditório, não é? Mas veja só… Todos adoram comprar, mas odeiam vendedores. Não tente “empurrar” o seu produto ou serviço a todo instante, lembre-se de que o objetivo de uma boa estratégia de conteúdo é atrair audiência qualificada, despertar demanda reprimida, nutrir o desejo pela solução que você oferece, transformar você em uma autoridade, “preparar o terreno” para tornar uma oferta amigável e aí sim, fazer uma oferta, já com a certeza de que o seu público está consciente, preparado e suscetível a compra.

Espero que esse conteúdo te ajude. Compartilhe sua opinião e suas dúvidas nos comentários, vai ser legal poder interagir contigo.

Cláudio Soares
Fundador do estudiobzk. Especialista em Persuasão, Marketing e Vendas.

Saiba como a rede social escolhida pode influenciar nas suas vendas

Artigo anterior

Qual a diferença entre audiência, público alvo, persona, lead e cliente?

Próximo artigo

Você pode gostar

Comentários

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais em Marketing